Pagamentos no Canadá: um guia detalhado

Payments
Payments

Aceite pagamentos online, presenciais e de qualquer lugar do mundo com uma solução desenvolvida para todos os tipos de negócios, de startups em crescimento a grandes multinacionais.

Saiba mais 
  1. Introdução
  2. O estado do mercado
  3. Formas de pagamento
    1. Uso atual
    2. Novas tendências
  4. Facilidade e atrito na entrada
    1. Impostos
    2. Estornos e contestações
    3. Pagamentos internacionais
    4. Segurança e privacidade
  5. Principais fatores de sucesso
  6. Principais conclusões
    1. Torne os pagamentos por aproximação e com dispositivos móveis uma estratégia central
    2. Cumpra as normas canadenses de segurança e proteção de dados
    3. Localize interfaces e formas de pagamento

O Canadá, um importante protagonista nas finanças globais, tem laços estreitos com os EUA. Por isso, receber pagamentos desse país é uma estratégia importante para muitas empresas internacionais.

O espaço de pagamentos do país é caracterizado por tecnologias estabelecidas e emergentes. Embora os cartões de crédito sejam populares, a transferência eletrônica Interac, um sistema canadense de transferência entre bancos, continua a crescer em popularidade. Os residentes também estão adotando carteiras digitais e pagamentos sem contato, embora em um ritmo mais lento do que em países como os EUA. No entanto, os pagamentos em dinheiro continuam presentes na vida cotidiana dos canadenses.

Abaixo, discutimos o que as empresas que planejam entrar no sistema de pagamentos canadense devem considerar, incluindo:

  • Posicionar os pagamentos por aproximação e com dispositivos móveis na linha de frente
  • Manter a conformidade com as normas de segurança canadenses
  • Localizar interfaces e formas de pagamento

O estado do mercado

No Canadá, onde a moeda principal é o dólar canadense (CAD), a coexistência de entidades bancárias herdadas e fintechs ágeis define o setor financeiro do país. Os sistemas tradicionais, como a amplamente reconhecida transferência eletrônica Interac, continuam a ter uma participação importante no mercado: em abril de 2022, a Interac informou que ultrapassou 1 bilhão de transações de transferências eletrônicas em um período de 12 meses. Ao mesmo tempo, 78% dos canadenses adotaram canais de serviços bancários digitais, refletindo uma mudança progressiva para sistemas de pagamento online. Os canadenses costumam usar cartões de crédito e débito e cresce a adoção de carteiras digitais como Apple Pay e Google Pay.

Embora os canadenses estejam migrando mais para métodos de pagamento digitais, o dinheiro ainda é parte integrante do sistema de pagamentos. O dinheiro é uma opção de pagamento preferida em situações em que pagamentos rápidos são desejáveis, como gorjetas ou pagamento de pequenas compras na rua, e por pessoas de maior idade.

Várias agências governamentais regulam o setor financeiro do país, incluindo o Banco do Canadá, o banco central do país; a Agência do Consumidor Financeiro do Canadá (FCAC) e o Escritório do Superintendente de Instituições Financeiras (OSFI). Essas agências gerenciam a política monetária do Canadá, garantindo que os clientes estejam cientes de seus direitos e bem protegidos, além de regulamentar as instituições financeiras federais.

Formas de pagamento

Os canadenses usam diversas formas de pagamento, com uma migração perceptível para formas de pagamento digitais nos últimos anos. Veja a seguir mais detalhes sobre as formas de pagamento populares no Canadá:

Uso atual

Os cartões de crédito estão profundamente incorporados no sistema de pagamentos canadense. De medidas de segurança a programas de recompensas, o sistema de cartão de crédito canadense é conveniente e familiar para os clientes. Visa e Mastercard são as bandeiras dominantes, com um grande número de clientes canadenses portando um ou ambos os cartões. A American Express também tem presença entre um grupo mais reduzido de clientes.

Impulsionados pelos avanços tecnológicos e pelas mudanças nas preferências dos consumidores, os pagamentos por aproximação tornaram-se a principal opção de pagamento para muitos canadenses. A atmosfera digital do país também abriu caminho para a ampla adoção de pagamentos com dispositivos móveis. Os usuários vinculam seus dados bancários ou cartões de crédito a carteiras móveis, como Apple Pay, Google Pay ou Samsung Pay. De acordo com uma pesquisa de 2021, 67% dos canadenses que têm smartphone fizeram um pagamento no dispositivo móvel em um período de seis meses.

Formas de pagamento B2C populares no Canadá

Formas de pagamento B2B populares no Canadá

Novas tendências

Os consumidores canadenses começaram a adotar gradualmente as criptomoedas. Coinsquare e Bitbuy, duas das principais bolsas de criptomoedas do Canadá, foram fundamentais para oferecer aos canadenses plataformas para compra e negociação desses ativos. Um estudo de 2021 mostrou que 13% dos canadenses tinham Bitcoin, contra 5% em 2020. Além do Bitcoin, os canadenses adotaram outros ativos digitais; Ethereum e Litecoin são particularmente populares.

Os pagamentos RTR (Real-Time Rail) podem aprimorar os pagamentos B2B, permitindo pagamentos instantâneos com dados detalhados e disponíveis 24 horas. No entanto, a partir de junho de 2023, o lançamento do projeto de modernização foi novamente adiado. A Payments Canada citou atrasos "não relacionados aos componentes de tecnologia de câmbio".

Facilidade e atrito na entrada

Embora possa ser mais fácil aceitar pagamentos do Canadá em comparação com outros países, principalmente para empresas sediadas nos EUA, é preciso considerar algumas complexidades. Entre elas, repassar impostos, gerenciar estornos e contestações, e proteger dados de clientes. Aqui estão mais detalhes sobre esses aspectos:

Impostos

Clientes e empresas pagam o imposto sobre bens e serviços (GST) federal. Cinco províncias cobram o Imposto Harmonizado sobre Vendas (HST), que é uma combinação de impostos federais e provinciais sobre vendas. Embora os clientes paguem esses impostos diretamente de suas transações, as empresas são responsáveis por recolher e repassar esses impostos. As províncias e territórios no Canadá também podem cobrar seu próprio imposto provincial sobre vendas (PST) ou imposto sobre vendas no varejo, que variam por região.

Estornos e contestações

O Canadá lida com estornos e contestações equilibrando os interesses de clientes e empresas e exigindo que as duas partes comprovem suas alegações durante a contestação.

O Código de Prática Canadense para Serviços de Cartão de Débito do Consumidor define a abordagem de estornos e contestações, descrevendo as responsabilidades das instituições financeiras e dos clientes em transações com cartão de débito. A Interac tem suas próprias diretrizes para contestações, que normalmente se concentram em transações não autorizadas, falhas técnicas e problemas de faturamento duplo. As principais empresas de cartão de crédito implementaram a Política de Responsabilidade Zero, onde os titulares de cartões normalmente não são responsabilizados por transações não autorizadas, a menos que sejam negligentes.

Pagamentos internacionais

Se a sua empresa deseja receber pagamentos de turistas americanos ou empresas globais de comércio eletrônico, há vários aspectos importantes para aceitar pagamentos internacionais no Canadá:

  • Conversão de moedas
    Muitas vezes, os viajantes para o país convertem moedas domésticas em dólares canadenses (CAD) em vários locais, incluindo instituições financeiras, aeroportos e centros de câmbio especializados. Essas instituições definem suas taxas de conversão de moedas usando a taxa interbancária como linha de base. Muitas vezes, elas adicionam uma margem à taxa quando oferecem serviços de conversão de moedas ao público. Os caixas eletrônicos em todo o país também permitem que titulares de cartões estrangeiros retirem dinheiro em CAD, mas essas transações geralmente incorrem em uma tarifa de serviço.

  • Recursos multimoedas para empresas
    As empresas canadenses, especialmente as envolvidas em comércio eletrônico ou que atendem a uma clientela internacional, geralmente implementam recursos multimoedas. Esses recursos permitem que os clientes visualizem os preços e façam pagamentos em sua moeda preferida. As taxas de conversão são determinadas no ponto de venda. Normalmente, os clientes pagam uma tarifa de 1% a 3% por essas conversões.

  • Conformidade jurídica e regulatória
    As normas federais orientam os regulamentos do Canadá sobre conversão de moedas. O Financial Transactions and Reports Analysis Centre of Canada (FINTRAC) faz a supervisão primária desses padrões. Essa instituição garante que todos os provedores de câmbio cumpram os regulamentos de Combate à Lavagem de Dinheiro (AML) do Canadá. As instituições são obrigadas a ser totalmente transparentes sobre as taxas de conversão e as tarifas associadas, permitindo que os clientes tomem decisões embasadas.

Segurança e privacidade

O Canadá prioriza a integridade e a proteção de seu sistema financeiro, como refletido nas estruturas bem definidas que controlam a segurança, a conformidade e os padrões regulatórios. O país regulamenta rigorosamente desde transações interbancárias até pagamentos de consumidores. Veja a seguir essas medidas de segurança e privacidade:

  • Leis de proteção de dados
    A Lei de Proteção de Dados Pessoais e Documentos Eletrônicos (PIPEDA) do Canadá estabelece as bases para a proteção de dados. O PIPEDA exige que as empresas protejam os dados pessoais e estipula que os clientes precisam ser informados e consentir com qualquer coleta de dados. Essa lei dá importância à proteção dos dados pessoais dos indivíduos, especialmente nas transações digitais.

  • Protocolos de segurança da Interac
    A Interac tem várias camadas de segurança para proteção contra fraudes. Elas incluem a tecnologia de chip e PIN para transações de débito e o sistema de transferência eletrônica Interac, que usa criptografia para proteger dados pessoais durante as transferências.

  • Função da Payments Canada
    A Payments Canada supervisiona a compensação e liquidação de pagamentos para garantir que as transações sejam conduzidas com eficiência e segurança. A organização implementa regras e padrões que precisam ser seguidos pelas instituições financeiras, criando a estrutura que sustenta os processos de pagamento no Canadá.

  • Medidas do combate à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo
    A Lei de Produtos do Crime (Lavagem de Dinheiro) e de Financiamento do Terrorismo (PCMLTFA) do Canadá é uma peça fundamental da legislação que estabelece padrões rigorosos. As instituições financeiras, bem como algumas outras entidades, são obrigadas implementar procedimentos para identificar e relatar atividades suspeitas. Essa lei é aplicada pelo FINTRAC, que reúne e divulga informações sobre atividades financeiras suspeitas de lavagem de dinheiro ou financiamento do terrorismo.

Principais fatores de sucesso

Para entrar no mercado de pagamentos do Canadá, é preciso navegar por uma rede complexa de regulamentações locais, implementar robustas proteções ao consumidor e personalizar interfaces de pagamento. O reconhecimento dos seguintes fatores será fundamental para o sucesso da sua empresa:

  • Preferências de pagamento
    A transferência eletrônica e o débito Interac são formas de pagamento amplamente utilizadas no Canadá. A facilitação de pagamentos usando esses sistemas conhecidos pode despertar o interesse dos clientes canadenses e aumentar a taxa de conclusão de transações.

  • Interface de pagamento localizada
    O Canadá tem duas línguas oficiais: inglês e francês. A disponibilidade de interfaces de pagamento nos dois idiomas, principalmente para empresas que atendem a canadenses que falam inglês e francês, pode criar uma experiência de usuário mais empática e personalizada.

  • Opções multimoedas
    O Canadá tem uma relação comercial significativa com os EUA. Como resultado, muitos canadenses realizam regularmente transações em CAD e USD. A incorporação de opções de pagamento multimoedas, especialmente com o dólar americano, pode atender a esse segmento de clientes, tornando sua experiência de pagamento mais conveniente.

  • Protocolos de segurança robustos
    Como as fraudes de transferências eletrônicas continuam sendo uma preocupação, cresce a demanda dos consumidores por opções de pagamento seguras. A implementação de medidas como autenticação de dois fatores ou criptografia de alto nível pode garantir aos clientes que suas transações são seguras e protegidas.

Principais conclusões

Entrar no mundo dos pagamentos canadenses traz desafios únicos. No entanto, uma abordagem holística e ponderada que inclui pagamentos por aproximação e em dispositivos móveis, foco na segurança, proteção do consumidor e adaptação das interfaces de pagamento às preferências locais pode maximizar o potencial de sucesso. Para resumir, aqui está uma visão geral de várias fatores importantes a considerar na sua abordagem.

Torne os pagamentos por aproximação e com dispositivos móveis uma estratégia central

  • Use tecnologia
    A crescente adoção de inovações tecnológicas reformulou o setor de pagamentos no Canadá. Terminais de ponto de venda (POS) que aceitam pagamentos por cartão e por aproximação facilitaram o acesso de empresas e clientes a transações eletrônicas. As empresas também adotaram códigos QR para pagamentos com dispositivos móveis pela sua velocidade e por evitar os erros inerentes ao manuseio de grandes quantidades de dinheiro.

  • Considere seriamente o suporte a carteiras digitais
    A transição para pagamentos por aproximação não se limita apenas aos cartões. Soluções de pagamento com dispositivos móveis, como Apple Pay e Google Wallet, também estão em alta, impulsionadas pela presença universal de smartphones e pela conveniência de não precisar carregar carteiras físicas.

  • Permita transações em dinheiro
    Não é possível evitar pagamentos em dinheiro no Canadá. Os clientes podem preferir pagar transações rápidas do dia a dia em dinheiro, principalmente os mais idosos.

Cumpra as normas canadenses de segurança e proteção de dados

  • Use a verificação de identidade multifator como padrão
    Para reduzir o risco de fraude com pagamentos sem apresentação de cartão (CNP), as empresas implementaram autenticação de dois fatores para validar as identidades dos usuários, entre outras ferramentas de detecção de fraudes. Para compras online com cartão, medidas como SecureCode para Mastercard e Verified by Visa exigem que os usuários insiram um código enviado para seus celulares ou endereços de e-mail, adicionando outra camada de autenticação.

  • Proteja e eduque os clientes
    A Carta Digital do Canadá, lançada em 2020, exige que as empresas sejam claras sobre como os dados pessoais são usados. Ela estabelece que os sistemas de pagamento precisam ser transparentes nos processos de tratamento de dados, principalmente no que diz respeito à confidencialidade dos dados financeiros.

  • Promova tarifas e práticas transparentes
    O Canadá demonstra seu compromisso com transparência e equidade em seu setor financeiro por meio de iniciativas como o Código de Conduta para a Indústria de Cartões de Crédito e Débito no Canadá, que promove práticas comerciais justas. Além disso, oferece proteções para as empresas, garantindo que elas sejam informadas sobre os custos associados aos pagamentos digitais.

Localize interfaces e formas de pagamento

  • Ofereça promoções com relevância regional
    Alinhar promoções ou descontos com comemorações específicas de cada região, como o Dia do Canadá e o Dia da Vitória, pode melhorar o envolvimento dos clientes e influenciar as decisões de compra.

  • Ofereça suporte a vários idiomas
    Geralmente, os canadenses falam francês e inglês, com uma forte preferência pelo francês em áreas como a cidade de Quebec. A criação de interfaces de pagamento e suporte nos dois idiomas pode aumentar a confiança do consumidor e simplificar o processo de checkout.

  • Entenda por que o Interac é popular
    Com os recursos em tempo real da transferência eletrônica Interac, as transações podem ser liquidadas instantaneamente. O reconhecimento da afinidade dos canadenses por formas de pagamento instantâneas e a integração do processamento em tempo real podem melhorar a experiência de pagamento para empresas e clientes.

O conteúdo deste artigo é apenas para fins gerais de informação e educação e não deve ser interpretado como aconselhamento jurídico ou tributário. A Stripe não garante a exatidão, integridade, adequação ou atualidade das informações contidas no artigo. Você deve procurar a ajuda de um advogado competente ou contador licenciado para atuar em sua jurisdição para aconselhamento sobre sua situação particular.

Vamos começar?

Crie uma conta e comece a aceitar pagamentos sem precisar de contratos nem dados bancários, ou fale conosco para criar um pacote personalizado para sua empresa.